Eurotrip 2015

Amsterdã, Munique, Viena, Heidelberg e Colônia.

Mais uma vez soubemos aproveitar uma promoção, e que promoção! Acredite se quiser, conseguimos o Rio/Amsterdã por mais ou menos R$600,00 (ida e volta + taxas) pela KLM. Descobrimos depois que foi um erro da cia aérea, mas eles honraram com os passageiros que conseguiram comprar. Viajamos com mais um casal e em Amsterdã ainda encontramos com outro amigo. Alugamos um carro pra continuar nossa viagem e passamos por: Munique, Viena, Heidelberg, Colônia e voltamos pra Amsterdã.

Viajando pela KLM

Além do preço mara que conseguimos, a cia aérea é muito boa: atendimento, comida e entretenimento. Chegando no aeroporto de Amsterdã (Schiphol), deparei com minha mala quebrada, fui incrivelmente bem atendida pelo pessoal da KLM e ganhei uma mala novíssima, até melhor e maior que a danificada.

Amsterdã

Alugamos um apê com os amigos, muito legal e bem localizado. A cidade é linda, organizada, com detalhes arquitetônicos preservados e usar bicicleta como meio de transporte é algo que funciona muito bem (que inveja! Queria que fosse assim no Brasil).

Não conseguimos visitar a casa de Anne Frank, onde ela morou e escreveu seu famoso diário. Confesso que nessa época não fiquei tão empolgada, passamos pela frente e a fila dava voltas, muito concorrido pelos turistas e difícil encontrar ingresso. Mas, depois de ter lido o livro, bateu a vontade de voltar a Amsterdã e conhecer o museu e é claro que já garantiria meu ticket antes de viajar.

Conhecendo Amsterdã a pé

Andamos muito todos os dias. Em um desses dias, nos deparamos com uma beleza de local: o Vondelpark. É um dos parques mais lindos, além do mais famoso, muito bem cuidado. Vale a pena a visita pra observar os lagos, fazer caminhada, andar de bike, descansar, observar a natureza, ainda há parquinhos pras crianças e fica bem perto do Rijksmuseum.

Museumplein é a região onde fica os três museus: RijksmuseumVan Gogh Museum e Stedelijk Museum. Da pra ir andando desses locais pra o Vondelpark.

Rijksmuseum foi o único museu que conseguimos visitar. É um edifício muito grande, histórico e onde encontra-se grande número de obras de artes de artistas como Rembrandt, Frans Hals, Jacob van Ruisdael, etc. Você pode fazer visitas guiadas e também tem uma opção de pegar um aparelho móvel, com guia multimídia (foi o que escolhemos) em várias línguas. A pessoa consegue ficar várias horas observando obras de artes, a arquitetura e a riqueza de detalhes nos ambientes. Aquele famoso letreiro, I amsterdam, fica bem em frente a esse museu, vale fazer uma foto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Red Light District

Já da pra sentir a vibe desse local, ao andar pelas ruas. A prostituição é liberada, mas se concentra em locais específicos, e as prostitutas têm os mesmos direitos e deveres que qualquer outro profissional. Vale ressaltar que tem que ser maior de idade e respeitar as leis, bem como não é liberado cafetinagem, aliciamento… Cada uma é responsável por si e pelo seu trabalho. Caminhando pelo bairro, pode-se observar sex shops, museu do sexo, vitrines eróticas e por aí vai. Cuidado: não tire foto nesses locais, muito menos das mulheres exibidas, você pode ter muita dor de cabeça. Quem quiser entender mais, pode até contratar um guia e fazer um tour pela região.

Os Coffeshops e Smartshops

A cidade é bem conhecida por ser mais liberal com drogas leves, tipo a maconha. Porém, tudo tem regra e não pode sair fazendo qualquer coisa pelo meio da rua. Há locais específicos para venda e consumo desses produtos, os Coffeshops, e também há limites para quantia que cada pessoa pode comprar por dia. Sou meio “careta” e não tive coragem de experimentar nada, fiquei apenas no vinho (deu até um brilho). Algumas pessoas, do meu grupo de amigos, resolveram experimentar os famosos COGUMELOS.

Até isso é bem organizado por lá, para comprar um magic mushroom você precisa ir a um Smartshop, lá eles vendem cogumelos de diferentes tipos, e tem um especialista para tirar todas as suas dúvidas, assim você pode escolher a sensação que quer sentir. Os meus amigos compraram um que era “felicidade com um pouquinho de alucinação”. Só sei que eles riam de tudo o tempo todo, e também viam algumas coisas que eu não conseguia ver. O efeito durou umas 6 horas, confesso que foi MUITO engraçado. Saímos passeando pelas ruas, tirando onda e fotos. Aconselho a não comprar nada desse tipo em qualquer lugar, muito menos no meio da rua (isso sim é proibido), os Smartshops e Coffeshops estão espalhados por vários cantos e tem muitos legais que você pode entrar pra conversar e beber. Um detalhe curioso, é proibido fumar cigarro dentro dos Coffeshops.

Dicas

Sumo Sushi – Pra quem está com muita fome (Amsterdã é uma cidade que dá bastante fome), vale a pena ir nesse sushi. Tem rodízio e não é caro, além da comida ser bem gostosa.

Stroopwafel – Faz assim, vai no supermercado, compra um pacote deles e um pote de geleia. Tem erro não.

Museu do Van Gogh – Não fomos, mas é um dos principais da cidade.

Cogumelos – Para quem tem vontade de experimentar é importante está com a cabeça boa e seguir todas as recomendações do folheto que você recebe quando compra. A marca que meus amigos provaram foi Atlantis.

The Bulldog Coffeshop – São os mais conhecidos e tem em todo lugar. Os maiores têm mesas de sinuca, passa jogos de futebol e parece muito um sports bar.

Munique

Começou a Eurotrip de carro. Saímos de Amsterdã em direção a Munique, logo pela manhã. Foi super tranquilo, a estrada é muito boa (sem comentários), o trecho tem aproximadamente 825km e durou umas 8:30h. Paramos pelo caminho pra comer, ir ao banheiro, abastecer o carro, etc… Durante o percurso há muitos postos de combustível com restaurantes e lojas de conveniência.

A cidade é simplesmente uma das mais organizadas e legais que já fui. Em 2014, já tinha visitado e voltar não foi uma tarefa difícil, até porque tenho amigos morando lá.

Jardim inglês: que lugar massa! Passamos várias horas nele. Ótimo para caminhar, andar de bike, jogar bola, fazer piquenique, apreciar a lindeza do ambiente, tomar banho de rio e até surfar (tem uma área que os surfistas se aventuram nas ondas artificiais). O local é muito grande, andando por ele você se depara com o Chinesischer Turm (torre chinesa) e pode desfrutar uma boa cerveja e comidas típicas no Biergarten, um local aberto com muitas mesas.

Marienplatz

Uma das praças mais bonitas em Munique. Arquitetura admirável, como o prédio Neue Rathaus (a prefeitura da cidade) e o relógio, Rathaus-Glokenspiel, na sua fachada, que quando marca determinada hora (as 11h todos os dias e durante o verão, também as 12h e as 17h), bonecos giram e dançam animados, encantando a todos. Há vários restaurantes e lojas por toda parte. Acho que é um lugar que não se pode deixar de visitar. Passamos várias vezes por ela, é cheia de turistas.

Museu da BMW e Parque Olímpico (Olympiapark)

Queríamos passear pela região do parque olímpico. Perto dele há o museu da BMW e entramos pra conhecer. Não curto muito essas coisas de carros, mas confesso que é interessante. Há exposição de carros e motos, antigos e novos, o lugar é bem moderno e oferece muita tecnologia pra explicar a evolução da marca e apresentar o que se encontra lá. Ainda tem uma lojinha pra quem gosta de souvenirs e produtos mais arrojados da marca.

Andando mais um pouco, chegamos no Olympiapark, uma área gigantesca que faz parte do legado dos jogos olímpicos de Munique. A torre Olímpica pode ser vista de longe e quem quiser também pode subir nela e apreciar uma boa vista. Passamos pelo complexo de Piscinas Olímpicas, andamos pela parte aberta, vimos as belezas naturais, os lagos artificias, enfim, vale a pena passar nem que seja pra uma caminhada.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dachau – Campo de Concentração

No outro dia, fomos conhecer o campo de concentração de Dachau. Ele foi o primeiro criado pelos nazistas, em 1933. Fica cerca 20 km de distância de Munique, mas é fácil chegar: pegamos o s-bahn, linha S2 na estação central de trem, sentido Petershausen. Chegando em Dachau, ainda tivemos que pegar um ônibus (a parada fica bem em frente a estação) que vai até o campo de concentração.

O clima lá é pesado. Não é fácil observar as condições terríveis que os prisioneiros viviam. Há uma parte que conta a história do local e também algumas instalações como a câmara de gás, banheiros, dormitórios, crematório e os locais onde eles trabalhavam. A visita nos deixa meio pra baixo, mas é bom refletir um pouco sobre a vida, bem num local tão cheio de história e tristeza.

Hofbrauhaus Munchen

À noite, fomos conhecer o famoso Hofbrauhaus, a cervejaria mais tradicional de Munique, ela foi construída em 1589. O local fica num prédio antigo, enorme, com uma arquitetura bem bonita. É interessante reservar com antecedência, pois é bem concorrida a visita.

Além dos garçons e garçonetes se vestirem com roupas típicas, rola umas bandas tocando músicas alemãs, o clima é bem animado, é como uma mini Oktoberfest. A comida estava boa e pra quem gosta de cerveja, preciso nem comentar!

Viena

Pegamos a estrada e pudemos apreciar belas paisagens ao longo da viagem. Durou cerca de 4h30min, aproximadamente 435km.

Foi paixão à primeira vista. Que cidade linda! Aquele tipo de lugar que você faz questão de andar muito e querer conhecer cada canto. Não fizemos nenhum roteiro específico pra essa cidade, apenas começamos a andar e descobrir seus encantos.

Palácio de Schönbrunn

Fomos pela manhã conhecer uma das principais atrações turísticas. Pegamos o local em clima de Páscoa e tinha uma feirinha na frente com comidinhas, coisinhas pra vender e a decoração estava bem fofa, pra completar ainda caiu uma neve, bem de leve.

O palácio, construído em 1713, é muito lindo e amplo, além de apresentar jardins e outros espaços interessantes ao redor. Já foi a residência de verão da casa imperial e onde nasceu o imperador Francisco José (esse cidadão fez várias construções incríveis pela cidade).

Há vários tipos de tickets que você pode comprar pra visitar o local. Compramos o Classic Pass e estava incluso: conhecer as instalações do Palácio com um guia; depois a área externa com seus belíssimos jardins (Privy Garden e Orangery Garden); o Gloriette, que nos permite uma vista panorâmica belíssima além do Maze & Labyrinth (uma área mais divertida com labirinto, escaladas e alguns brinquedos).

Nesse mesmo dia, andamos pela cidade (pode chegar na rua mais famosa, a Ringstrasse, que é tudo por perto), passamos pelo centro histórico, sem destino certo, e nos deparamos com a Catedral Stephansdom (Santo Estevão) e seu estilo gótico, a Heldenplatz (praça dos Heróis), o Museu de História Natural e o de História da Arte, o Parlamento, a Rathaus (nova sede da prefeitura, muito linda por sinal), o Palácio Imperial de Hofburg. Também vale uma visita ao Palácio Belvedere. Cada cantinho de Viena pede um registro fotográfico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

HEIDELBERG 

Mais uma vez, caímos na estrada. A viagem de Viena até Heidelberg durou cerca de 7h, uma distância aproximadamente de 705km. Chegamos a tarde e decidimos pegar um ônibus até Altstad, cidade velha, e sua rua principal, Hauptstrasse, com lojas, restaurantes e outros atrativos. Conhecida como cidade universitária, é bem charmosa e, pelo menos na época que fomos, achei bem tranquila e calma.

No dia seguinte, claro que fomos conhecer atração turística mais famosa, o Castelo de Heidelberg. Nos deslocamos de carro até um estacionamento bem próximo. De longe já pudemos ter uma noção da beleza do lugar.

Passamos pela Marktplatz, uma praça com uma linda igreja em estilo gótico, a Heiliggeistkirche. Tem umas barraquinhas, bares e restaurantes pela região, comemos tipo um crepe de nutela (delicioso!) e aproveitamos pra comprar souvinirs.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

COLÔNIA 

Ai gente, que lugar encantador! Nos hospedamos no hotel Art’otel Cologne , muito lindo e moderninho, com uma vista bem bonita pro Rio Reno e bem pertinho do museu do chocolate (que sonho!).

Fizemos tudo a pé, hotel bem localizado e é muito fácil e agradável andar pela cidade. Começamos andando pelas margens do rio Reno, observando os lugares, tinhas umas feirinhas no meio do caminho. Depois fomos em direção da Heumarkt e Alter Markt (maior praça de Colônia), e procuramos um bar pra descansar. Nos deparamos com um lugar muito massa, o Papa Joe’s, decoração muito diferente e meio cara de filme de terror, que de vez em quando uns bonecos começavam a cantar e se mexer (as vezes assustava kkkkk), outra hora, um senhor começou a tocar um piano bem lindo e antigo e foi um show a parte. Acho que todo mundo deveria passar por esse lugar, ele é único.

No dia seguinte, fomos turistar: mais uma vez caminhando, paramos no Centro de documentação nazista de Colônia, um museu bem no prédio que era a sede SS na Segunda Guerra. Mais um daqueles lugares com clima pesado.

Passamos pela catedral, Kölner Dom, o principal ponto turístico de Colônia, realmente tem uma estrutura incrível. caminhando mais um pouco, chegamos na região do Rheingarten e mais adiantes, a ponte Hohenzollernbrücke e seus cadeados.

Dicas:

Pra quem gosta de museus, há vários pela cidade.

Colônia é famosa também pela Água de colônia. Você encontrará várias lojas da marca 4711.

Visitar o museu de chocolate (tem passeio pela fábrica e loja com muitas opções de choco)

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hotéis e apartamentos que ficamos

• APÊ AMSTERDÃ – P.C. Hooft Penthouse – Pagamos 890 euros no total para 5 pessoas em 3 diárias. Era muito bom! Alugamos no site amsterdampartments

• Hotel em Viena – Austria Trend Hotel Messe Wien Prater – pagamos 65 euros na diária do quarto duplo.

• Hotel em Heidelberg – Ibis Heidelberg Hauptbahnhof  – pagamos 65 euros na diária do quarto duplo.

• Hotel de Colônia – Art’otel cologne by park plaza -pagamos 83 euros na diária do quarto duplo. Dos hotéis foi o melhor que ficamos.

• Hotel Amsterdã Volta- Dormimos apenas uma noite no Ibis Budget Amsterdam Airport – pagamos 68 euros na diária do quarto duplo. Achei bem caro porque o hotel é extremamente simples, mas Amsterdã é uma cidade cara.

13 thoughts on “Eurotrip 2015

  1. nicole Reply

    que soorte! nunca consigo essas super promoções, o site nunca abre quando entro! hahaha…

    que viagem maravilhosa com amigos, bom demais! dos lugares que voces foram, so conheco heidelberg e colonia. AMEI DEMAIS heildelberg, fiz bate e volta de frankfurt. em colonia, amei a catedral, é uma das mais lindas que já vi!!!

  2. Gabriela Reply

    Que sorte conseguir uma passagem por esse preço p Europa…esta taaaooo caro agora, de chorar os preços. Conheci Amsterdam na lua de mel e me encantei demais, amei o Rijks e caminhar até me perder pela cidade. Quero muito conhecer Viena e Munique numa próxima ida e vou aproveitar suas dicas. Pra conhecer essas duas cidades vc indicaria qtos dias? Até penso em carro, mas achei meio caro, vc achou q valeu a pena fazer a viagem de carro?

  3. Que delícia de viagem casal! Eu estava em Amsterdam há pouco tempo e fiquei apaixonada! Gostei da descrição de vocês e das fotos também! o restante ainda não conheço, mas quero taaaaanto!!!

  4. Tiago Belmont Reply

    Nunca consegui aproveitar um erro de valores de passagens aéreas desse tipo rs. Muito bom post, deu para vcs aproveitarem bem as cidades. Gostei da dica do Museu do Chocolate 😉

  5. Raquel Alice Reply

    Mirela, amei o seu post! Muito completo e repleto de dicas SUPER interessantes 🙂
    Ah, adoro os vídeos postados no blog! Você que edita??

  6. Que trip mais top! Meu sonho é fazer uma viagem assim. As fotos estão maravilhosas e as dicas incríveis. Parabéns pelo post. Achei super completo. Beijos

  7. Leonardo Dantas Reply

    Viajar de carro nos dá mais liberdade com relação ao roteiro, vcs mandaram muito bem nisso! Fora q conseguiram uma promo muito boa de passagens 😉 viena e amsterdan eu não conheço, quantos dias recomendam?

  8. Geeenty, 600,00 um voo até AMS? UAUUU, que sucesso!
    Dessas cidades, conheço Amsterdam e Heidelberg, dois lugares que ganharam o meu coração! Quero muito conhecer as demais, estão na lista pra próxima Eurotrip! As fotos estão demais!

  9. Livia Zanon Reply

    Que deliciaaaa essa Eurotrip!!! Passei por esses lugares na minha eurotrip de lua de mel esse ano, e não tava tão frio assim kkkkkk Europa tem um lugar especial no meu coração!! <3 Show o post!

  10. Keul Fortes Reply

    Que tudo! Amei essa trip gente. Só tem destino lindo e histórico! Parabéns pelas dicas. Anotei todas aqui para minha próxima eurotrip!

  11. Que promo ótima essa, pena que eu não vi buá buá rs.. ainda bem q cumpriram os valores. Sou doida por Amsterdã quero muito conhecer, achei legal vcs irem a pé assim da mais liberdade aos passeios. Viena tb está na minha listinha. Seu roteiro está mto convidativo e as valores das hospedagens não é mto caro. Espero poder ir em breve bjss

  12. Excelentes dicas, ótimas escolhas de países!!! Não tem como lembrar de Amsterdã e não lembrar de Van Gogh, né?! Deve ser uma cidade incrível, e Viena também não fica atrás. Adorei, quero conhecer!!

Post Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search