Eurotrip 2014

Eurotrip 2014

Munique, Praga, Londres, Cambridge e Lagos.

Depois de 5 anos sem ir à Europa, dessa vez queríamos ir para algum lugar do leste, então começamos por Munique para depois seguir até Praga. Também tínhamos bastante vontade de “pegar” uma prainha na época mais quente da Europa, vimos que a Praia Dona Ana, em Lagos (Portugal), tinha vencido um concurso da melhor praia em 2013. Outro destino que colocamos como obrigatório foi Londres, por ser uma cidade que eu já havia morado, acabou batendo a saudade.

Voamos pela TAP, Recife/Lisboa, é um dos poucos voos diretos que tem na minha cidade para Europa, então sempre que consigo pegar ele é uma economia enorme de tempo.

Munique 

Após várias horas de viagem, chegamos em Munique. Pegamos o metrô no aeroporto, que por sinal é tudo bem organizado, e nos hospedamos no AP de um casal de amigos. Fiz a besteira de não descansar, então já cheguei bebendo umas cervejas alemãs, só sei que no outro dia bateu o jet lag + a ressaca, foi assim que começou a viagem.

No primeiro dia, após a chegada, fomos conhecer o famoso Castelo de Neuschwanstein, esse mesmo que Walt Disney se inspirou para construir o castelo da Cinderela. A viagem leva cerca de 2 horas (de carro). Existe uma subida que você se depara com uma visão incrível do castelo, vale a pena fazer. Em qualquer época do ano a vista é linda. Pagamos por uma visita guiada em inglês, vale a pena. Fiquei sem acreditar quando soube que o castelo não estava 60% pronto. Basicamente tiramos um dia inteiro para fazer esse passeio, já que passamos 4 horas (ida+volta) dentro do carro e mais algumas horas por lá.

No dia seguinte, aproveitamos pra conhecer a cidade. Realmente Munique é um espetáculo, uma das cidades grandes que mais gostei na Europa. Fomos dar uma volta e começamos pela Marienplatz, que é a praça central da cidade e já existe há quase 900 anos. Vale a pena andar por lá, tem de tudo, história, compras, bares, etc. Caminhamos até o Munich Residence, lá foi a residência oficial dos reis da Baviera. Pagamos o ticket para entrar e utilizamos o audio guide (tem em inglês, espanhol e acho que em português). Penso que nunca vi tanta riqueza em um só lugar, o interior do Munich Residence me impressionou muito mais que o interior do Castelo de Neuschwanstein. Recomendo demais.

Este slideshow necessita de JavaScript.

• English Garden – Tire algumas horas pra caminhar por ele, principalmente no verão. É um parque gigantesco onde as pessoas fazem piquenique, exercícios, nadam, surfam, etc. Pegamos umas bikes emprestadas com nossos amigos e andamos por lá, depois paramos e tomamos umas cervejas com salsichas e chucrutes.

• Holi Festival

Para quem não conhece, o Festival das Cores acontece em várias cidades ao redor do mundo e o de Munique é um dos maiores. Achei bem legal o festival. Chegamos cedo e pegamos um lugar perto do palco, tinha cerveja gelada pra rebater a tinta na cara. Caso você tenha frescura de ficar melado (a), não recomendo ir pra esse festival. Passei dois dias pra conseguir tirar toda a tinta do corpo.

O que achei de Munique

Talvez a época que eu visitei tenha ajudado (julho), mas gostei de tudo: pessoas, gastronomia, estrutura da cidade e principalmente DAS CERVEJAS. Lá tudo funciona bem e não é caro como Londres ou Paris. É uma cidade fácil de agradar os turistas, voltaria pra lá com certeza!

Minhas cervejas preferidas

  • Paulaner – Trigo e Pilsen. Hoje em dia é até fácil encontrar ela aqui no Brasil. A diferença é que lá você paga 1 euro numa garrafa de 500ml (no supermercado).
  • Franziskaner – Gosto muito também, quase tanto quanto a Paulaner.
  • Hofbrau (HB) – Tem em todos os lugares. Vale a pena dar um pulinho na Hofbrauhaus, é a cervejaria mais tradicional da cidade e lá parece uma mini oktoberfest.

cervejas

Praga

Compramos o ticket de ônibus para Praga, custou 31 euros e foi muito bem pago. A viagem durou 5 horas e o ônibus era bastante confortável. Compramos no site da Eurolines.

Chegamos às 22:00 em Praga e fomos fazer o check-in no Fusion Hotel. De cara já gostamos do lugar, tudo bem novo e moderno, os quartos são temáticos e tem um bar 360 lá embaixo. Parece que quando um check-in supera suas expectativas, você já vai conhecer a cidade com o melhor humor do mundo.

Nosso primeiro dia andando pela cidade foi o melhor possível. Sempre ouvi as pessoas falando bem de Praga, mas a cidade conseguiu surpreender em tudo! Ela é extremamente linda e barata. Algumas pessoas usam o preço do Big Mac para comparar o custo da cidade, eu gosto de usar o preço de uma pint (500 ml de cerveja), lá paguei 1 euro numa pint em vários lugares. Em muitos bares a cerveja é mais barata que a água, e ainda vale falar que as cervejas da República Tcheca estão entre as melhores do mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abaixo fiz uma listinha dos tradicionais pontos turísticos:

• Old Town Square – A praça mais conhecida da cidade e é bastante bonita. Tem várias construções em estilo gótico. É lá que fica o relógio astronômico, vale a pena parar e ver.

• Relógio Astronômico (The Orloj) – É uma torre com um relógio feito há mais de 600 anos e a cada hora, tem um showzinho das esculturas. É bem interessante e sempre tem várias pessoas esperando para assistir.

• Castelo de Praga – O maior complexo de castelo do mundo e tem uma arquitetura gótica bem bonita. Vale a pena dar um passeio por lá.

• Charles Bridge – A ponte mais famosa da cidade e fica aberta só para pedestres. Tem vários artistas de ruas e esculturas. É MUITO bonita, tanto de dia quanto de noite.

• Petrin Tower – Fomos caminhando até lá, dá uns 3km desde a Old Town Square. É um pouco cansativo por conta da subida, mas   você tem uma vista completa da cidade. É como se fosse a Torre Eiffel de Praga.

Fizemos um tour de bike pela cidade com um guia americano, recomendo fazer. Tem várias empresas que fazemos isso por lá.

Pra quem gosta de bares e boates, Praga tem uma vida noturna bem agitada. Só cuidado, porque acabamos entrando em um strip club pensando que era um pub normal.

• KOBE Restaurant – Para quem gosta de carne, vale a pena ir nesse restaurante. Pedimos um mix de Kobe para duas pessoas e foi uma das melhores carnes que comemos. Também foi o restaurante que mais gastamos em Praga.

Londres

Já fui algumas vezes a Londres e em uma delas passei um período de 3 meses, então deu pra conhecer bem a cidade. Não posso negar que ela tem um custo de vida bem alto, mas oferece diversas programações incríveis e gratuitas também. Ela é fácil de agradar a quem gosta de história e museus, a casais românticos e a quem está afim de festa. Vou fazer uma postagem falando apenas de lugares em Londres, mas nessa vai o roteiro que fizemos dessa vez.

Pegamos um voo de Praga para Londres pela British Airways, pagamos um pouco mais caro para chegar diretamente no Heathrow (principal aeroporto da cidade), gosto de chegar por ele porque o acesso a qualquer lugar da cidade é bem tranquilo. Como nosso hotel ficava na estação King Kross, era bem fácil de chegar de metrô desde Heathrow.

O hotel que ficamos foi o Ibis Euston St Pancras, bem perto da King Kross Station. O motivo de escolher essa região é que essa é uma estação gigantesca, com trens para diversos destinos (nacionais e internacionais), mas acabamos nem pegando trem.

Dessa vez fui conhecer Cambridge, já que muita gente falava que valia a pena passar um dia por lá, e realmente vale. Cambridge é uma cidade universitária, e bem diferente daquele ritmo frenético de uma metrópole gigantesca como Londres. É interessante chegar lá cedo, fazer o passeio de gôndola pelo River Cam (os próprios universitários trampam de guia), andar de bike, dar um rolê pelas universidades e fazer um piquenique em algum parque. Dá pra fazer bate/volta porque fica a cerca de 100km de Londres.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tiramos um dia pra fazer alguns roteiros clichês que não fizemos nas vezes passadas.

Decidimos andar na London Eye, até então só conhecia por fora. Compramos o pacote (sai bem mais barato) que dava direito a London Eye, Madame Tussauds e Sea Life Aquarium. Os tickets podem ser comprados no site: londoneye.com. Abaixo deixo o comentário sobre cada um.

London Eye – Vale pela vista. É o tipo do passeio para ir apenas uma vez mesmo.

Madame Tussauds – Esse museu é sempre cheio. Caso você já tenha ido em algum museu de cera grande, não recomendo ir novamente, acho todos iguais, mas com Mirela não conhecia, valeu a visita.

Sea Life – Como nunca tinha visitado nenhum aquário desses, achei bem legal.

No mesmo dia à noite, fomos para o musical do Rei Leão, compramos os ingressos bem antes e foi cerca de 50 pounds, no site www.thelionking. Recomendo comprar antes porque lota. Confesso que não seria uma programação sugerida por mim, fui porque muita gente falou que eu “tinha” que ir, mas valeu muito a pena, a parte instrumental (principalmente a percussão) é sensacional. O espetáculo é bem bonito.

Agora vai o lugar que eu mais curto em Londres: no outro dia fomos até Brick Lane. É um lugar mais alternativo onde você encontra comida de rua, pubs legais, galerias de arte, brechós (tem muita coisa massa) e por aí vai. Brick Lane já foi um lugar meio barra pesada, o governo deu uma investida legal pra transformar no que é hoje. Para chegar até lá você pode descer em Whitechapel ou Liverpol Street (se vier pela Central Line), precisa dar uma caminhadinha também. É legal ir no final de semana e chegar no final da manhã ou inicio da tarde.

Também tiramos um dia para ir em Camden Town, nunca enjoo desse lugar. A feirinha de comida de Camden (se você andar de boca aberta um chinês enfia algo dentro) é bem barato pra comer por lá. Sempre que chego na estação de Camden dou uma parada no pub The World’s End para tomar uma cerva. Depois disso andamos um pouco por Oxford Circus e Piccadilly.

Dois restaurantes que gostamos 

• African Gallery Kitchen – Esse foi um achado. Um restaurante de culinária africana, bem pequeno e interessantíssimo, perto da estação de King Kross. O dono é uma figura, gente boa demais, ele atende e cozinha, quando fui só tinha ele para fazer tudo. Achei a comida bem gostosa, com temperos fortes e um pouco apimentada. Tomei uma cerveja nigeriana, era boa também. Geralmente tem que reservar, porque é bem pequeno, tive sorte que consegui mesa para almoçar.

• Jamie’s Italian – Apesar de a nota não ser tão boa no TripAdvisor, gostei dele e recomendo. Jantamos por lá e não achei tão caro, bebemos vinho da casa e pedimos entrada, prato principal e sobremesa, tudo estava bom. Fica em Covent Garden, esse região tem bastante bares e restaurantes.

Lagos – Portugal

Pegamos um avião de Heathrow para Lisboa, do aeroporto de Lisboa pegamos um carro para descer até as praias. A região de Algarve tem praias incríveis, e costuma ficar cheia no verão. Ficamos em Lagos, no hotel Carvi Beach, que fica a pouquíssimos passos da Praia Dona Ana, ótima localização.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Praia Dona Ana – Ela é realmente bonita, como nas fotos, o problema é que a orla é bem estreita e costuma ficar lotada, então quem quer pegar um lugar bom na areia, é bom chegar cedo. A água é beeeem gelada, mas vale a pena tentar entrar. A gente adorava ficar nela, escutando os vendedores ambulantes gritar o nome dos produtos com o sotaque português, as vezes o pessoal olhava pra a gente e não sabia do que estávamos rindo. Por favor, se alguém for nela, me manda um vídeo com o vendedor gritando “bolinhooo” ou “frutas freeescas”.

Passeio de Caiaque – Existem vários lugares (inclusive nos hotéis) que têm passeios de caiaque pelas grutas, vale muito a pena, o visual é incrível. Passamos uma tarde fazendo isso. Paramos numa praia mais reservada, era bem bonita mas não consegui ficar muito tempo na água (doía até os ossos), Mirela ainda aguentou.

Restaurantes

• Casa do Pintor – Foi um dos melhores restaurantes que comemos nessa viagem. Tudo estava extremamente bom. É um bistrô pequenininho, talvez seja bom reservar, principalmente para jantar.

• Pizzolino – Essa está aparecendo como uma das melhores pizzarias da região, e realmente é muito gostosa. O lugar é simples e vale a visita.

 

 

13 thoughts on “Eurotrip 2014

  1. Hiya, I’m really glad I have found this info. Today bloggers publish just about gossips and internet and this is actually annoying. A good site with interesting content, that is what I need. Thanks for keeping this site, I’ll be visiting it. Do you do newsletters? Can not find it.

  2. Quantas dicas boas! De todos esses cantinhos da sua eurotrip, só conheço Londres, que eu AMEI, mas realmente, é um lugar carinho..
    Fiquei apaixonada por essa praia de Portugal, muito linda!!!

  3. Keul Fortes Reply

    Uau! Que Eurotrip incrível. Ainda mais porque tem destinos “sonhos de consumo” por aqui: Praga e Londres. Confesso que me surpreendi com suas dicas de Munique e Lagos. Salvei e favoritei por aqui! hahaha.. Já posso começar a planejar a eurotrip2018. Obrigada pelas dicas!

  4. Que delicia de viagem pela Europa ! Adoramos Londres e Praga. Praga é uma das nossas cidades “coup de coeur”e Londres é um caso de amor. Tentamos ir pelo menos uma vez por ano. Essa cidade é so uma das minhas cidades preferidas no mundo com Paris, BArcelona, Rio e Miami. E esta certo que Brick Lane é um dos bairros que tambem mais gastamos na capital inglesa.
    Quanto tempo durou essa viagem ?

  5. Adorei o itinerario de voces! Dessas cidades, só conheço Londres, que é meu caso de amor nesse mundo kkk, mas enquanto lia me deu mta vontade de conhecer as outras, principalmente Munique (ja fui a outras cidades na Alemanha, e nunca deu mta vontade de ir lá…), quem sabe não vou na proxima!? =D

  6. Julia Salce Reply

    Que delícia de viagem! Um tour pelos países da Europa sempre é maravilhoso!
    Do seu roteiro, conheco Londres (também morei lá, amo demais a terra da rainha) e Praga. Portugal ainda não conheco, mas já tá na lista. E na Alemanha, apenas Frankfurt e Heidelberg, apaixonantes. Beijao

  7. Gostei muito do post, ainda mais agora que estou indo pra Europa. Mas infelizmente não irei passar pelos lugares que vocês foram… Gostei das dicas das cervejas hein?! rsrs

  8. nossa vc escolheu muito bem os paises, ja quero esse roteiro todo pra mim! hahahaha so tiraria Londres pq ja conheço, mas adorei as dicas!! valeuu bjs

  9. Que bacana essa viagem ao leste europeu. Tenho muita vontade de conhecer esse lado da Europa, principalmente, Praga. Ótimas dicas!

  10. Raquel Alice Reply

    Como sempre, amei seu vídeo e as fotos!!! Adorei as dicas também e, com certeza, irei usá-las quando fizer uma Eurotrip. Ah, gostei demais da dica do Madame Tussauds, não sabia que tinha lá, só conheço dos EUA.

  11. Que lugares incríveis! Ainda não conheci a Europa, mas de todos os destinos que listou gostei bastante de Munique e Lagos, que com certeza colocaria no meu roteiro quando for fazer uma viagem para esse continente.

  12. Adorei o post! Eurotrip é sempre uma boa pedida, né?! E adorei a escolha do roteiro e países! Mandou muito. Adorei as fotos

  13. Débora Reply

    Adorei o vídeo de vocês, super espontâneo!
    A praia Dona Ana é realmente linda, fiquei encantada e morrendo de vontade de fazer o passeio de caiaque…

Post Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search